Em 28/11/2017 às 13h46

Sul-americano de clubes.

Montes Claros Vôlei e Camponesa/Minas recebem a competição em fevereiro.

Fredson Souza/Montes Claros Vôlei

Fredson Souza/Montes Claros Vôlei

O ano de 2017 foi mágico para Minas Gerais. Grandes competições nacionais e internacionais marcaram o calendário esportivo mineiro e evidenciaram cada dia mais o estado do voleibol. O ano de 2018 nem ao menos começou e já possui um calendário que promete ser tão intenso quanto o anterior. Dois eventos internacionais foram confirmados em terras mineiras. O Montes Claros Vôlei recebe pelo segundo ano consecutivo o Campeonato Sul-americano de Clubes. Para uma grata surpresa, a Camponesa/Minas receberá o torneio de naipe feminino.

As competições serão realizadas em fevereiro, nas cidades de Belo Horizontes, pelo feminino, e Montes Claros, pelo masculino. A primeira disputa será entre os homens. O Montes Claros Vôlei e o último campeão sul-americano, Sada Cruzeiro, ambos de Minas Gerais, estão garantidos na disputa que ocorrerá entre 06 e 10 de fevereiro, no ginásio Tancredo Neves. Já no feminino, além da Camponesa Minas, o SESC-RJ também tem a vaga assegurada na competição que será realizada na Arena Minas, entre os dias 20 e 24 de fevereiro.

Os seis times mineiros presentes na Superliga são: Montes Claros Vôlei, Sada Cruzeiro, Minas Tênis Clube e JF Vôlei, no masculino, e, no feminino, Camponesa/Minas, Dentil/Praia Clube, no naipe feminino.

Para o presidente da Federação Mineira de Voleibol, Tomás Mendes, sediar uma competição de nível internacional é uma forma de dar ainda mais chances aos clubes brasileiros.

 

"Para nós, como federação, poder oportunizar aos nossos clubes uma competição internacional, que var dar uma vaga no Campeonato Mundial de Clubes, é muito importante. Minas Gerais tem um torcedor muito apaixonado pelo vôlei e tenho certeza que tanto no Minas, como em Montes Claros, vamos conseguir fazer dois grandes eventos", afirmou Tomás.

 

O presidente da Federação Mineira ainda exaltou a qualidade dos confrontos. "Serão grandes jogos, com fortes equipes e isso é um presente para a nossa torcida. Além disso, com essas competições, estamos ajudando para que nossos clubes consigam o objetivo de estar no Campeonato Mundial", concluiu Tomás Mendes.